Carregando...
JusBrasil - Notícias
29 de julho de 2014

Famílias de baixa renda recebem moradias em Várzea Grande (MT)

Publicado por Casa Civil (extraído pelo JusBrasil) - 4 anos atrás

LEIAM 0 NÃO LEIAM

DANIELLE CUNHA

Redação-Secom/MT

Ficar livre do aluguel e ter uma casa para dizer que é sua. Assim foi a grande parte dos relatos dos contemplados com as casas dos residenciais Júlio Domingos de Campos (500 unidades) e Júlio Domingos de Campos II (180 unidades), em Várzea Grande, que foram inaugurados pelo governador Blairo Maggi e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, nessa terça-feira (23).

Para Márcia Maria da Cunha Rocha, 28 anos, casada, mãe de três filhos, esse é um sonho realizado. “O dinheiro do aluguel vai e não volta. Agora, com o que gastaria de aluguel, vou investir na minha faculdade, murar a casa e dar prioridade a mim e a minha família”, disse Márcia.

Já Erenilza da Silva Marans, 51, que estava representando a filha disse que esse é um momento único e de muita alegria. “Minha filha mora comigo e lutou muito por isso. Se inscreveu em alguns programas e agora sim foi sorteada”, falou Erenilza ao destacar a ação do Governo do Estado em função dos que lutam pela casa própria.

O ministro das Cidades, Márcio Fortes, aproveitou a deixa de Hereda para falar da “palavra mágica: parceria”. “Não adianta destinar recursos sem projetos e parceiros. Todos aqui estão recebendo lares e não apenas casas”.

Definindo o momento como importante e especial a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff destacou o objetivo principal do “Programa Minha casa, minha vida”, que é garantir que cada pessoa tenha uma vida digna, uma moradia decente. “A palavra essencial é: criar oportunidades. Estamos vendo mais que uma construção de cimento. É uma mudança na qualidade de vida da população que o governador Blairo Maggi se dedicou a fazer. Quando damos um teto estamos dando, também segurança familiar para que cada pessoa tenha um espaço para a sua vida”, disse a ministra.

Em breves palavras o governador Blairo Maggi externou a alegria de inaugurar os conjuntos habitacionais em Várzea Grande e destacou a importância de “Seo Fiote” na política e economia de Mato Grosso.

Logo em seguida o governador e a ministra fizeram sorteio para que um dos contemplados fosse beneficiado com a casa mobiliada. Paulo Padilha Nogueira foi o sortudo da vez. “Fico feliz e honrado. Pago aluguel há dez anos no Jardim Florianópolis e agora tenho a minha casa. Ontem eu estava de serviço e me ligaram informando que eu tinha sido contemplado. Hoje vim aqui e ganhei a casa mobiliada. É muita alegria. É gratificante ver que o Governo do Estado se preocupa em dar dignidade à população”, finalizou Paulo.

Num valor total de mais de R$ 26 milhões os conjuntos fazem parte do programa de habitação de Mato Grosso, “Meu lar”, cujo nome dos residenciais é uma homenagem ao “Seo Fiote”, falecido em 21 de setembro de 2007 aos 90 anos. “Seo Fiote” foi prefeito de Várzea Grande e é pai de dois ex-governadores de Mato Grosso: Júlio José de Campos e Jayme Campos, senador.

O objetivo do programa de habitação do Governo Federal “Minha casa, minha vida” é garantir moradia, gerar emprego e renda e contribuir para o desenvolvimento do país.

A meta é a construção de 1 milhão de habitações com prioridade para as famílias que tenham renda de até três salários mínimos. No entanto o programa atende também famílias com renda de até 10 salários mínimos.

As residências não são uma doação do Governo Federal. Os moradores compram o imóvel. No caso das famílias com até três salários mínimos a prestação é equivalente a 10% da renda da família e não há análise de risco de crédito.

0 Comentário

Faça um comentário construtivo abaixo e ganhe votos da comunidade!

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "gritar" ;)

ou

×
Disponível em: http://casa-civil.jusbrasil.com.br/noticias/2094138/familias-de-baixa-renda-recebem-moradias-em-varzea-grande-mt